Polícia sob ataque - Ricardo Salles
Blog

Polícia sob ataque

A ditadura do politicamente correto destruiu a Segurança Pública no Brasil. Na prática, ela inverteu os papéis dos policiais e dos bandidos. Desde então, temos a polícia sob ataque constante da mídia e de setores da sociedade.

policia-sob-ataque

Polícia sob ataque: a cultura antipolícia

O bandido passou a ser visto como uma pessoa de bem, que não teve oportunidade na vida, e que teve que cair na bandidagem para se sustentar. O policial, por consequência, passou a ser visto como um agressor que só serve para oprimir os “pobres coitados” dos bandidos.

Essa mentalidade se espalhou das universidades para a grande mídia, e hoje o policial é desprestigiado pela sociedade como um todo.

Ao contrário de um país decente, onde os policiais são defendidos e aclamados em suas comunidades, o policial brasileiro não pode nem chegar em casa fardado, para não virar alvo da bandidagem.

Polícia sob ataque: desmantelamento

Essa é apenas uma das dificuldades que o policial brasileiro tem para defender a população. Nossas forças policiais vêm sendo sucateadas há 20 anos. Hoje são obrigadas a trabalhar normalmente com computadores velhos, conexão de quinta categoria, viatura quebrada, falta de combustível e um quinto do efetivo.

Mesmo quando existe boa estrutura e equipamento, nossas leis penais frouxas impedem o policial de fazer o seu trabalho. Com a audiência de custódia, a polícia prende e a justiça solta. O policial é levado a reagir só depois que o bandido atira. Se o bandido morre no confronto, a Defensoria Pública usa o dinheiro do contribuinte para entrar com processo contra o policial.

Para melhorar esse cenário, é preciso ter Tolerância Zero com o politicamente correto. É preciso valorizar, com formação, estrutura e bons salários, aqueles que arriscam suas vidas para garantir ordem e segurança a todos os trabalhadores brasileiros.

Ricardo Salles publicou este artigo originalmente em: Ricardo Salles Medium.