A importância do voto - Ricardo Salles
Blog

A importância do voto

Depois do Mensalão, do Petrolão e de todos os casos de corrupção que aconteceram no coração do governo do PT, a sociedade ficou frustrada não só com este ou aquele partido, mas com a classe política como um todo.

a-importancia-do-voto

A importância do voto: ceticismo não é a solução

Pudera, todos os partidos da velha política estiveram envolvidos nas tramoias reveladas pela operação Lava Jato. Se hoje o brasileiro acha que político é tudo farinha do mesmo saco, não é culpa da polícia, da imprensa ou da “direita chucra”. A culpa é de uma geração inteira da classe política que não aprendeu a dar o devido respeito ao dinheiro suado do trabalhador.

Por mais que o cidadão esteja coberto de razão em deixar de acreditar na velha política, quem quer mudar o país não pode se render a sentimentos negativos. Na política, não existe vácuo. Aquelas cadeiras do congresso serão ocupadas em 2019, com o voto do eleitor descrente ou sem ele.

Transformar um sentimento ruim numa boa ação é a primeira parte do processo de transformação. Numa democracia, votar é a melhor ação que podemos tomar para reagir contra o que há de ruim na política.

Quem escolhe não votar, seja por não acreditar mais na democracia ou por não se comprometer com o processo eleitoral, não tem razão em reclamar quando, em dia de posse, o Congresso fica cheio daqueles velhos rostos conhecidos de sempre.

A importância do voto: o papel do Legislativo

É por isso também que não adianta olhar apenas para os candidatos a Presidente. Cada voto tem uma influência muito maior na composição das Câmaras e do Senado. E é no Legislativo que nos defendemos contra um Presidente ruim e damos apoio a um bom Presidente.

A frustração do brasileiro com a política é justificada. No entanto, vamos continuar no país, trabalhando e tocando a vida. Se queremos um Brasil melhor para nossas famílias, temos que atuar pela renovação. Não dá para esperar que a mesma fórmula de sempre tenha um efeito diferente. A mudança que queremos não virá dos políticos que temos.

Ricardo Salles publicou este artigo originalmente em: Ricardo Salles Medium.